Eficiência ou eficácia?

Autor: Maurício Fortaleza

Em tempos de crise, muito se fala em fazer mais com menos, ter equipes de alta performance, desenvolver e implantar métodos que garantam uma produtividade acima da média com o menor custo possível, entre outras soluções. Mas, o que é preciso para criar uma equipe de alta performance, e quais características essa equipe tem de trazer em seu DNA?

Primeiro, vamos separar eficiência de eficácia. Peter Drucker, escritor, professor e considerado por especialistas o pai da administração moderna, definiu bem isso em uma frase: “eficiência é fazer certo as coisas, eficácia é fazer a coisa certa”. Eficiência trata-se de como fazer. Estamos falando das ações na ponta, em produtividade, com o mínimo de recursos possíveis. Já a eficácia está ligada à escolha. Depois de escolhido, o que fazer, de forma produtiva, resulta em eficiência.

Fortaleza_Atualizada

Para uma equipe ser eficiente, ela precisa ter o sentimento de pertencer, de fazer parte de uma causa maior do que apenas seu salário no final do mês. Ela precisa participar dos porquês e de uma forma  sistemática, ser introduzida na tomada de decisão.

Outro ponto importante, é que nenhuma equipe mantém uma alta produtividade tempo todo. Existem flutuações  e  em alguns momentos, um ponto importante é esquecido ou negligenciado. Isso é normal!  O que faz a diferença no resultado e na recuperação é a maturidade do grupo, a capacidade de saber o que é importante, de se comunicar de forma adequada, de ter um diagnóstico rápido e eficaz.

Os lideres eficazes desenham, traçam o caminho e comunicam essa “causa” de forma inspiradora. Estabelecem uma direção e uma segurança para seguir este caminho.

Uma equipe eficiente e eficaz, não nasce da noite para o dia, elas precisam de tempo, sinergia e direção.  São construídas com muita persistência e treinamento, proporcionando ambiente e ferramentas adequadas para este crescimento. Qualquer equipe pode se transformar em uma equipe de alta produtividade, com todos esses predicados, basta que o interesse venha de cima.

 

Maurício Fortaleza é superintendente de operações ativas da Vikstar.

 

Fonte: Callcenter.inf

Origem: http://www.callcenter.inf.br/artigos/60123/eficiencia-ou-eficacia/ler.aspx

Destaques

Veja todos os destaques